Arquivo de Tag | raios X

Raios X e Piolhos na Rádio Globo

AVATAR_NO_AR1Na semana passada, no programa Manhã na Globo, do apresentador Roberto Canázio, fiz um comentário sobre os riscos de Raios X desnecessários. Já tinha feito um post sobre o assunto, aqui no blog.

Ontem, aproveitando a volta às aulas, falei sobre piolhos, assunto também abordado aqui no blog, por duas vezes.

Se quiser ouvir os programas, clique nos links abaixo. Se preferir ler os posts, clique nos links do texto (palavras sublinhadas, em azul).

Se desejar que eu fale sobre algum tema, por favor me envie as sugestões para o blog. A idéia é que a minha participação o programa do Roberto Canázio seja mais dinâmica, com a participação dos ouvintes, através das suas sugestões de temas. Fico aguardando, e já agradeço suas contribuições.

NÃO É MELHOR FAZER UM RAIOS X?

 Doutor, minha filha está com  febre e tosse, há 4 dias! O médico faz algumas perguntas e passa raiosxpara o exame físico. Examina cuidadosamente a criança, tendo especial cuidado com a ausculta pulmonar (ouvir o pulmão). Terminado o exame, vira-se para a mãe e, supondo tranquilizá-la, diz: sua filha não está com pneumonia. Ao que a mãe responde: que bom, Doutor! Mas, não seria melhor fazer um raios X, só para ter certeza?

De fato, o estudo por imagem, como o raios X e a tomografia computadorizada podem ser uma ferramenta poderosa no diagnóstico e tratamento de doenças, em crianças. O que muitos pais não sabem é esses tipos de estudo por imagem utilizam radiação ionizante, e, por este motivo, foram classificados oficialmente, pela Organização Mundial da Saúde e pelo CDC de Atlanta (Centro de Controle de Doenças dos EUA), como carcinogênicos. Isto é, potencialmente podem produzir câncer. Dito de outra forma, as evidências científicas disponíveis hoje, demonstram que a dose de radiação em alguns tipos de exames radiológicos, podem ser suficientes para aumentar o risco de câncer.

As crianças expostas a raios X e tomografias computadorizadas possuem um risco maior de contrair câncer do que os adultos pelos seguintes motivos:

  • os órgãos e tecidos das crianças se encontram em crescimento e desenvolvimento, sendo mais sensíveis aos efeitos da radiação do que os tecidos de adultos.
  • o risco de câncer por radiação é cumulativo. Isto é, cada exposição a um raios X ou tomografia computadorizada contribui e se soma às demais exposições. Como a expectativa de vida das crianças é maior do que a dos adultos, ao longo da vida terão acumulado mais radiação do que estes.

Além disso, cada órgão tem uma sensibilidade particular e específica aos efeitos da radiação.

No entanto, quando os raios X e as tomografias são usados de forma apropriada, os benefícios superam, em muito, os riscos potenciais. Não se trata, de forma alguma, de não utilizarmos essas excelentes ferramentas de investigação. Se trata de evitarmos raios X e tomografias cujas indicações sejam questionáveis ou que não mudarão em nada a forma de tratar ou conduzir o caso. Como exemplos de exames questionáveis estão o diagnóstico de pneumonias e de sinusite. Na grande maioria dos casos, o diagnóstico dessas duas doenças é exclusivamente clínico, não requerendo estudo radiológico. Fazer um raios X , só para se ter certeza do diagnóstico é expor a criança a uma dose de radiação desnecessária. Pior, uma dose de radiação que, somada com outras que já tomou e ainda vai tomar ao longa da vida, aumentam o risco desta criança vir a ter um câncer.

Estou escrevendo este post para que os pais, informados sobre os riscos potenciais de exames radiológicos, passem a compreender porque o pediatra esclarecido é “econômico” nos seus pedidos de raios X e tomografias. O pediatra está sempre comparando o risco potencial com o benefício real associado ao exame.

Da próxima vez em que sentir vontade de perguntar : Doutor, não seria melhor fazer um raios X? pense nos riscos que essa exposição à radiação pode produzir para seu filho.

Se, apesar das minhas explicações, você não está convencido de que raios X e tomografias possam, de fato fazer mal, deixe-me fazer duas perguntas:

  1. Por que o técnico ou o radiologista que faz o exame sempre se esconde atrás da parede com chumbo, onde ficam os comandos?
  2. Por que obrigam os acompanhantes, técnicos e radiologistas que ficam ao lado do paciente a usar um grande avental de chumbo?

Por favor me enviem suas dúvidas e comentários. São sempre muito bem-vindos.