RECEITA DE MÃE

cooking love3Tudo começa com uma mulher. Uma primeira que, antes de ser mãe, é mulher. Para a receita da mãe, falta algo. Os homens que porventura estiverem lendo o blog, já se animaram. Lá vamos nós entrar em cena, pensarão. Tenho uma má notícia para meus companheiros de gênero. Uma mulher não precisa de um homem, para ser mãe. Basta um espermatozoide! E, convenhamos, nós homens somos um pouco mais do que isso! Curiosamente, nós, para sermos pais, precisamos de uma mulher! Nosso narcisismo masculino se vê obrigado a se curvar diante dessa simples evidência biológica da potência que é ser mulher. Da mulher nasce um filho. Do homem, a contribuição de uma semente. Temos então os ingredientes para a receita de mãe. Uma mulher e uma semente!

Essa é a base da receita. Faltam, ainda, alguns ingredientes fundamentais. Vamos começar acrescentando uma enorme dose de paciência e resistência física. Ambas fundamentais para a gravidez e, depois, os cuidados com o bebê pequeno. Desafio um homem a ir amarrando um peso na sua cintura, aumentando progressivamente, semana a semana, e carregar esse peso (e volume), por nove meses. No final desse período estará carregando algo como 13kg a mais, e uma circunferência abdominal muito aumentada. Acrescente um período de enjoo, na fase inicial e muitas dúvidas relacionadas ao momento do parto, saúde do bebê e com o próprio corpo (vai voltar ao que era?). Para completar a cena, sinta seus peitos inchados e doloridos. Agora, levante-se todo dia e sorria, como se fosse um anúncio de margarina. Alguma dúvida sobre a paciência e resistência da mulher-mãe?

Já temos uma mulher, a semente, paciência e resistência. Mas, a receita não está pronta. Faltam alguns temperos. Um deles é a sensibilidade. Outro componente que nos falta, a nós homens. Não falo da sensibilidade boboca de chorar em sessão da tarde. Falo da capacidade de processar o que se passa ao seu redor, sem utilizar, exclusivamente a lógica. Uma percepção sem explicação. Nesse tempero, não há nada de místico ou esotérico. Mulheres-mães são assim e ponto final. Olham para seus filhos e dizem: algo não vai bem. Não sabem o que é, mas, o alarme soa. O nosso, masculino, tende a negar: exagero seu, essa criança está ótima!

Temos a mulher, semente, paciência, resistência e sensibilidade. Essa receita está ficando cada vez melhor. Mas, ainda faltam ingredientes. Agora, vamos acrescentar doçura. Não falo daquela coisa xaroposa, melosa. Me refiro a uma forma de olhar o mundo e as pessoas por um viés mais leve, ameno, alegre. A isso estou chamando de doçura. Quantas guerras foram iniciadas por mulheres? Quantos homens são voluntários em asilos e orfanatos? Diremos que não temos tempo (e os finais de semana?). O fato é, que as coisas doces da vida, são feitas por mulheres.

A receita está melhorando. Vamos acrescentar um tempero mediterrâneo: a estética. Este tempero, importado da Grécia não se limita a saber nomes de cores que nós homens nunca conseguimos identificar. A estética, ou a capacidade de perceber o belo, nos dá, por um caminho, as noções e valores morais e, por outro, a capacidade criativa, artística.

Se falamos em criatividade e arte, temos que aceitar que um dos temperos que faltavam na receita é a emoção. Envolvendo os demais ingredientes, a mulher-mãe não tem o pudor da emoção. Emoção que contempla, admira, mas, também, defende e protege. Emoção que transmite, para os filhos, a essência da vida, a capacidade de se relacionar e afetar com os demais seres humanos.

Pronto! Está aí a minha receita de Mãe, para celebrar o dia delas, que é nosso também. Mas, um minuto por favor. Não falta nada nessa receita? Ouço alguém dizendo:  como falou de mães e não citou a palavra amor, nem uma vez? Respondo brincando que deixo essa palavra para ser citada nos anúncios que vão homenagear as mães. E, respondo sério, o amor, não é um ingrediente da receita, é o resultado da receita pronta. Tudo isso que citei, nos é servido, como amor.

A todas as mães, meu abraço carinhoso. Sou testemunha do que vocês fazem, silenciosamente, todos os dias, para que possamos ter um mundo melhor.

4 pensamentos sobre “RECEITA DE MÃE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s