ESTIMULAÇÃO PRECOCE

Estimulação precoceSempre fiquei pensando a respeito do termo estimulação precoce. Precoce, segundo o dicionário, é algo prematuro, antecipado, antes do tempo. Aí me dei conta, uma vez mais, que estamos vivendo um momento de encurtamento do tempo. Tudo precisa ser rápido. Rapidez traduz uma noção de eficiência, de performance e, numa sociedade onde a cultura de gerenciamento de empresas ” transbordou” para nossas vidas pessoais, nada mais desejável do que a velocidade.

Ninguém ainda ousou revelar, mas deve ter muita gente imaginando se não seria possível um curso de línguas intra uterino! Quem sabe colocar uns fones de barriga para o bebê ouvir uma outra língua? Claro que, em todas as nossas fantasias relacionadas com a qualificação dos filhos, existe o desejo, mais do que legítimo, de que sejam pessoas competentes e, portanto, com maiores chances de aproveitarem as melhores oportunidades que a vida tem para oferecer. Acredito que todos nós desejamos o melhor para nossos filhos. Mas, é preciso ter cuidado para não confundirmos o que é melhor para uma empresa ou organização, com o que desejamos para nossas crianças. Crianças não são funcionários da família.

Crianças são seres onde nem tudo pode, nem deve, ser acelerado. Qual um dos temores de toda grávida? Que o bebê  nasça antes da hora! Nascer antes da hora, um parto precoce ou prematuro, pode significar que o bebê corra risco de vida. Só porque chegou antes. Esse é um exemplo onde as consequências da precocidade ficam muito evidentes. Por que não imaginar que outras precocidades também possam trazer riscos sérios?

No afã de vermos nossos filhos se desenvolvendo plenamente, além de acharmos que dominar aptidões mais cedo é, sempre, melhor, também acreditamos, sem crítica, que a tecnologia será uma aliada fundamental nesse desenvolvimento antecipado. O que a industria está sendo capaz de oferecer em termos de bugigangas e geringonças que são “cientificamente” testadas e aprovadas para estimular o QI de um bebê de meses, ou até de uma criança de anos, é impressionante. Além de prometerem uma ilusão, a de anteciparem o que tem um tempo próprio para acontecer (como a gravidez tem), acabam podendo ter o efeito inverso, de criar crianças passivas diante de uma tecnologia que fascine. Fascina, sem estimular a imaginação.

Todo desenvolvimento intelectual e emocional vem da capacidade de termos nossa imaginação estimulada. E a imaginação se estimula a partir de um objeto ou situação,  vago, pouco específico, deixando para a criança a tarefa de criar suas especificidades. É assim que uma caixa de ovos pode virar tanto um caminhão, quanto uma ferramenta para modelar massinha, ou ainda, um bicho muito assustador que morde a perna dos adultos! Mas, não é só a presença de um objeto, desenho ou situação que produz, na criança a fantástica capacidade de criar. É preciso um ambiente de amor, acolhimento e profundo respeito pela criação infantil. Só assim, esta se sentirá segura para ousar e criar mais ainda. Nenhuma tecnologia sente carinho pelos nossos filhos!

Colocar o filho no colo, a partir de 6 meses de idade, para ler um livro, é um dos melhores estímulos à criatividade dos nossos filhos. Claro que, aos 6 meses não entendem nada do que lhes é dito. Mas, compreendem muito bem, o calor do corpo que os abraça e o tom da voz (sempre diferente, quando contamos histórias). Sentar com o filho no colo é esquecer do tempo (que pode ser de apenas 5 minutos) e entrar em um território mágico onde coisas fantásticas acontecem. Ler, com os filhos, é ensiná-los a não ter pressa. A sentir prazeres que não sejam imediatos, instantâneos. Além de ler, brincar com os filhos, se possível, usando sucata doméstica. Fios e fitas que deslizam pelo chão ou voam pelos ares, assumindo os mais diversos personagens. Caixas de diversos tamanhos, garrafas plásticas, copos de iogurte (lavados!), se transformam em cidades, carros e pessoas. E você ali, brincando junto, é o reforço positivo que seu filho precisa para ousar imaginar. Além de ser um reforço positivo para seu filho, sentirá prazer. Quanto mais prazer sentir, mais sua presença será percebida como um integrante do brincar e não como aquele que está ali, tomando conta.

Finalmente, a pergunta que deixo no ar- para que ter pressa? Pressa de andar, falar, desfraldar, ler, fazer contas. Cada criança tem seu ritmo, seu tempo. A vida tem um tempo e quem tem muita pressa, passa sem ver a paisagem! O bonito, numa estrada, não é a velocidade e sim a paisagem. O gostoso numa viagem é ter tempo… tempo para parar, olhar, tomar um café. Por que temos essa sabedoria quando viajamos e passamos o resto do tempo correndo?

Ao encerrar o post, gostaria de dizer que tenho profundo respeito pelo trabalho dos profissionais envolvidos em Estimulação Precoce. Estes profissionais trabalham com crianças que apresentam necessidades específicas e contribuem enormemente para o bom desenvolvimento destas crianças. Peguei o termo Estimulação Precoce emprestado, apenas para tentar provocar a reflexão se vale a pena termos pressa com quem precisa de tempo para se desenvolver?

 

5 pensamentos sobre “ESTIMULAÇÃO PRECOCE

  1. Oi Dr. Cooper!
    Também sou inimiga da pressa e gosto de fazer as coisas com calma. Não tenho pressa de nada com relação ao Vitor, meu filho. Só que ele, PARTIU dele, adora reconhecer as letras. Eu acabo estimulando. E ele vai fazer dois anos em maio. Outra coisa é que ele já está ficando grande para o trocador dele e já fala “xixi” e “cocô”. Sei que vc acabou de falar pra mim que é cedo e vou “aguentar” rs até ele completar dois anos… Rs aí vou querer me aprofundar nisso pra poder aplicar na prática a retirada da fralda.
    Bjs,
    Luna Jaimovick Baran, mãe do Vitor Baran.

    • Prezada Luna,
      Obrigado por participar do blog. O que parte do Vitor não é precoce. O que parte de nós adultos é que pode ser precoce. Se você respeita o ritmo do seu filho, como faz, está aproveitando o potencial que ele mesmo lhe mostrou. O segredo não é ler livros ou blogs, mas, o manual que cada criança traz consigo. Cada criança tem o seu manual e cabe aos pais encontrar e ler esse manual. No manual do Vitor tem um capítulo só sobre desfralde. Quando for o momento oportuno ele vai lhe mostrar em que página está.

  2. Olá, Dr. Como sempre adoro ler o que você escreve me ajuda muito, esses post foi muito bom pois minha bebê Alice de 1 ano e 1 mês começou a engatinhar agora, mais todos em nossa volta ficam ansiosos para ve-la andando quando perguntam ela já esta andando? E eu digo não começou a engatinhar agora e vejo uma certa decepção , e estou muito feliz pois esperei muito pra ve-la engatinhar não que ficaria triste se ela andasse , mais porque foi muita ansiedade esses meses na qual via bebes mais novos engatinhando , agora percebi que cada um tem o seu tempo, e o que vale a pena é curtir todos esses momentos com muito amor e carinho, muito obrigada,
    Deise.

    • Prezada Deise,
      Obrigado por participar do blog. De fato, cada criança tem o seu tempo. No entanto, existem alguns marcos que servem como sinalizadores. Não devem ser considerados como uma regra rígida, mas são bons para chamar nossa atenção, no caso de algum atraso significativo no desenvolvimento da criança. Como o blog não susbtitui uma consulta, recomendo que converse com seu pediatra a respeito do desenvolvimento da Alice. Ele é a melhor pessoa para lhe orientar.

  3. Boa noite, Dr. Roberto, como sempre muito atencioso com as nossas perguntas, conversei com a pediatra e ela pediu para espertar até 1 ano e 5 meses para ver se ela iria andar, e graças a Deus andou faltando uma semana para completar , hoje ela anda a casa toda, corre, sobe e desce do sofá, mas tem um comportamento dela que me preocupa que ela ainda estranha pessoas até hoje, isso começou bem precoce com 2 meses ela já ia no colo de outras pessoas , mas agora qualquer pessoa que vem aqui em casa ela chora não quer ficar perto em festa de aniversario tem pavor das pessoas, você já conheceu alguma criança com esse comportamento? Desde já agradeço sua atenção ela agora esta com 1 ano e 8 meses, abraços, Deise.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s