DIA DA CRIANÇA

Se é verdade que todos os dias são dias da criança, existe uma, com toda certeza, que frequentemente fica esquecida e raramente é celebrada. Não falo de crianças pobres. Estas, como todas as outras, se estiverem minimamente bem de saúde, saberão como brincar. Brincam com pouco ou nada, como todas as crianças são capazes de fazer. Crianças são espontâneas e criativas. Por isso nos surpreendem e encantam.

Então, de que criança estaria eu falando? Deixe-me começar pelo começo e só peço uns tres minutos da sua atenção. 

Era uma vez um pediatra que sentiu a necessidade de escrever um blog para os pais e, talvez, para adolescentes. Não queria escrever um blog sério, sisudo, cheio de expressões médicas ou técnicas. Queria compartilhar informações confiáveis, de uma forma que o maior número de pessoas pudesse entendê-lo. Se possível, queria que o texto fosse leve e, onde coubesse, com algum humor. Pois bem, o tempo foi passando e esse pediatra foi escrevendo ora a respeito de coisas ligadas à saúde, ora sobre questões comportamentais e até sobre algumas doenças ele escreveu. Ele se divertia muito escrevendo e gostava quando os pais lhe mandavam comentários. Muitas vezes ele não tinha como responder porque os pais queriam saber coisas dos seus filhos. Filhos que ele, pediatra, não conhecia e, por isso, não podia comentar especificamente. E assim, o tempo foi passando quando, de repente (toda historinha que se preze tem que ter um  momento súbito, um de repente!) chegou o dia 12 de outubro, dia da criança. O que escrever, pensou ele?

Pensou, pensou, pensou e só sabia que não queria escrever nada que fosse banal e óbvio. Empacou! Quando empacou, se assutou e pensou: “melhor eu não inventar nada e escrever sobre sinusite!”. Sinusite é mais simples do que dia da criança, pensou ele. Foi aí que pensou em falar da criança que não é lembrada. A criança que mora dentro de cada adulto! Decidiu então escrever para esta criança, incentivando-a  a fazer algumas coisas:

– lembrar de como era quando criança e tentar brincar, com seu filho,  ao menos de uma das suas brincadeiras favoritas

– pintar ou desenhar. Vale lápis de cor, tinta guache, lápis de cera, tinta a óleo. Vale tudo, só não vale dizer que não sabe desenhar. Inventa.

– contar a história do desenho para seu filho.

– se lambuzar comendo sorvete ou chocolate e gargalhar com o filho ou filha

– andar descalço

– se estiver chovendo, chutar poças, sem guarda-chuvas

A lista poderia continuar, mas o pediatra achou melhor que cada um fizesse a sua listinha. Mais do que uma listinha, ele gostaria que os adultos pensassem menos no que fazer  e mais no como poderiam ser com seus filhos nesse dia. Que soltassem a espontaneidade e criatividade sem o menor receio de parecerem ridículos. Pelo contrário, com o maior desejo de serem felizes.

Finalmente, o pediatra pensou, se eu ainda tivesse uma filhota pequena me abraçaria com ela e diria: você sabia que papai já foi criança como você? Sabia que é uma delícia poder brincar com você e que papai adora ser seu pai?  (As mamães podem  e devem mudar o título!).

São sugestões. Feliz dia das crianças para todos os adultos!

10 pensamentos sobre “DIA DA CRIANÇA

  1. Olá Dr. Cooper,

    Voltei da escolinha pensando nisso e olha só o que leio, você pensou no mesmo.
    “Entrava pelo portão da escola carrinho de pipoca e milho verde, balões coloridos que coloriam o céu azul ! QUE DELÍCIA !!! Algumas pessoas, vestidas de camiseta branca e calça preta, entravam com malas na mão, eram os personagens do teatrinho que estava para acontecer e do mágico que estava por vir…me deu muita vontade de estar ali para curtir a FESTA DO DIA DAS CRIANÇAS.”
    Voltei pedalando pela Lagoa e pensei: “nossa, ainda existe uma criança dentro de mim !”.
    E existe mesmo !!! E ela não pode crescer, de certa forma, porque essa é a grande mágica da vida, é o que nos faz ser mães mais completas, mães compreensivas e mães amáveis.
    E quem não se lembra de uma birra feita ??? 🙂
    Hoje iremos a tarde brincar na praia, fazer bolinhos de areia, soltar pipa ( se o vento deixar ) e bolinhas de sabão. Iremos comer biscoito Globo sem que ninguém possa nos privar de estarmos comendo uma besteira, hum, que delícia !!!
    Acho que filhos serão sempre filhos Dr. Cooper…e porque não abraçar a sua filhota “grande” ! Aliás, porque não ligar para a sua filhota “grande” e dizer do seu enorme desejo de abraça-la e contar-lhe que era uma delícia poder brincar com ela ? Você já disse adora ser pai dela ?

    Bjs

    Bia

  2. Olá Roberto,
    Que bom ler o seu texto no Dia das Crianças!
    Fez com que me lembrasse da oportunidade que tive de conhecer o seu lado ¨criança¨ e fico feliz que ele esteja sempre atuante!
    Feliz Dia das Crianças! da criança que está dentro de você (de nós, na verdade) e de todas as crianças que vc ajuda a serem felizes.
    Bjão
    Blannnnnnnndiiiiiiiiiiiiiiinaaaaaaaaaa (bem sonoro kkkk)

  3. Que graça de texto. Muito bem pensado. Precisamos mesmo acordar essa criança dentro da gente.. Mas, às vezes, temos de fazer isso escondido, né? Não dá pra deixar o marido ver a gente rebolando no banho que nem a hipopótamo Glória, do Madagascar, enquanto o filho morre de dar risada pedindo mais!
    Hj fiz diferente: tirei o dia para estragar meus filhos. Pus um na cama para dormir com a mamãe, o outro ninou e dormiu no colo antes de capotar no berço, dei pipoca e sorvete (com aveia, diga-se), e o jantar foi de pé no quarto brincando. Tô achando que vai ter gente querendo repetir a dose amanhã..

  4. Belíssimo texto! Adorei! Por aqui é impossível não brincar. De Hulk e Trash Pack com o Nuno e bolinhas de sabão com o Lucas (que fica enlouquecido! ama!). Bj Fabiana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s