A SAÚDE MENTAL DE ADOLESCENTES

Quando suspeitamos de febre, colocamos um termômetro e confirmamos a temperatura. Como seria bom termos um termômetro que nos permitisse medir o humor ou saúde mental de nossos filhos, principalmente os adolescentes. 

A adolescência é um período de múltiplas transições: mudanças hormonais, corporais, sociais, sexuais, emocionais e intelectuais. Não é um momento fácil nem para os adolescentes, nem para os pais.  Neste cenário, onde tudo é muito intenso, como perceber que o adolescente precisa de cuidados profissionais?  Abaixo, algumas sugestões ou dicas:

 

Comunicação– manter uma comunicação constante, aberta e honesta é o primeiro passo para se poder perceber que algo além do “normal” está acontencendo. Fale da sua adolescência, seus receios e inseguranças. Mostre ao seu filho que ele não está só, nem que suas ansiedades são únicas ou exclusivas. Não as desvalorize, mas mostre que é algo pelo qual todos passam, inclusive você passou.

Informação– antes de mais nada, saiba que, muitas situações exigem tratamento e são tratáveis. Em geral temos um preconceito com os aspectos emocionais, julgando que tudo é apenas uma questão de força de vontade. Nem tudo é falta de força de vontade e precisa ser tratado. Se informe com seu pediatra ou busque informação em fontes confiáveis. A desinformação contribui para nosso preconceito.

Sinais de alerta– Fique atento a um dos sinais abaixo:

  • sonolência excessiva. Em geral, adolescentes são sonolentos e adoram dormir. No entanto, uma sonolência exagerada, maior do que o cansaço físico, que seja constante, merce  ser investigada.
  • insônia ou dificuldades para dormir
  • perda da auto estima. Não ter nenhuma preocupação com a aparência, com o cuidado com o corpo, higiene, são sinais importantes que podem estar relacionados a alguma forma de depressão.
  • perda de interesse em coisas que gostava. Um adolescente que perde interesse em atividades que gostava, passando a se mostrar apático ou indiferente, está dando sinais de que algo não vai bem. Nessa situação, apenas perguntar se está tudo bem pode não ser  o melhor a ser feito. Quase sempre a resposta será de que tudo está bem. Somente um profissional qualificado e com experiência com adolescentes poderá fazer um diagnóstico mais preciso.
  • alterações bruscas e dramáticas no aproveitamento escolar
  • alterações de apetite. Anorexia, bulimia ou voracidade insaciável são sintomas importantes e não devem ser mensoprezados.
  • alterações de peso, sem motivo. Perder ou amentar de peso, sem que esteja em dieta ou fazendo musculação, devem chamar a atenção dos pais.
  • Auto mutilação. Alguns adolescentes podem aparecer com “machucados” frequentes. Os pais devem ficar atentos, caso se repitam ou o padrão possa sugerir auto mutilação. Por exemplo, toda vez que o menino se barbeia ou a menina se depila, aparece com pequenos cortes. 
  • Agressividade desmedida e pouco usual
  • Obessões. Podem ser com relação ao corpo, como em relação ao ambiente, arrumação das coisas, alimentação.

O mais importante é que os pais estejam atentos aos seus filhos, abertos para uma conversa franca e que saibam que adolescentes podem sofrer muito com doenças tratáveis, como a depressão. Tristeza é parte da vida e é normal. Depressão é uma doença que precisa de tratamento e não depende da força de vontade para ser superada.

Se você tem comentários ou perguntas a fazer, por favor faça. Tentarei responder, o melhor possível.

 

 

Um pensamento sobre “A SAÚDE MENTAL DE ADOLESCENTES

  1. Eu ando muito preocupada com a saúde mental do Victor.

    Estamos numa fase de mudanças por aqui, tanto de vida quanto de moradia, e ele, apesar de expressar seu apoio e carinho, vejo-o muito só, no mundinho dele, e isso me preocupa.

    Como você acha que eu posso monitorar esse tipo de coisa? Você sabe o quanto eu amo o Victor, e não me perdoaria nunca se ele estivesse, sozinho, atravessando um problema maior do que eu vejo ou posso pereceber.

    Existe uma forma de verificarmos? Tipo: eu levei ele em um psicólogo, eles conversaram longamente, e no fim o médico me disse que a saúde mental dele é excelente, mas que ele é muito adulto para a idade que tem. Isso é um problema? Ele odiou ter que ir a um psicólogo kkkkk disse que é normal, que eu não conhecia ele direito aff…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s