ACNE EM ADOLESCENTES

A acne é um “problema” muito frequente na adolescência. Praticamente todo adolescente passa por um período onde algumas espinhas e cravos aparecem na sua pele. Apesar de ser uma situação de baixíssima gravidade, incomoda muitíssimo ao adolescente. Afinal, a adolescência é uma fase de múltiplas descobertas e, entre estas, a do corpo. Um rosto ou costas com espinhas se tornam uma barreira (imaginada) para relacionamentos.

“Quem vai me olhar com esse rosto cheio de espinhas”? Essa é uma dúvida que mexe com a autoestima e pode gerar alguma ansiedade.

Abaixo, algumas informações sobre a acne. Aviso que não vou falar de tratamento de forma específica, por alguns motivos. O primeiro é que um post nunca deve substituir uma consulta médica. Segundo, porque a acne tem algumas formas de se apresentar e, cada uma delas, tem um tratamento mais específico.  Finalmente, a acne pode ser um bom motivo para uma consulta onde outros temas ou questões da adolescência poderão ser abordados e que habitualmente são relegados: alimentação, sono, exercícios físicos,  imagem corporal, peso, índice de massa corporal, sexualidade, uso de álcool e drogas.

O que produz a acne? De forma muito simplificada, quatro fatores estão envolvidos na produção de cravos e espinhas:

1-      Os folículos pilosos (dos pelos) ficam bloqueados por um excesso  de células normais  da pele.

2- As glândulas sebáceas, produtoras de sebum, crescem com a adolescência e a produção deste sebum aumenta. Este crescimento se deve às mudanças hormonais normais da adolescência.  Estas glândulas estão mais presentes na face, peito, costas e braços.

3- O aumento do sebum facilita o crescimento de bactérias que, normalmente, vivem na pele.

4- Esse crescimento de bactérias produz uma inflamação local que causa a ruptura do folículo piloso.

Que fatores podem contribuir para que uma pessoa tenha mais ou menos espinhas?

1-      Esfregar ou lavar com muita frequência  o rosto ou a área onde aparecem as primeiras espinhas.

2-      Uso de cosméticos em base óleo. Muitas vezes a acne nas costas é agravada pelo uso abusivo ou excessivo de condicionador de cabelo.

3-      Stress- aparentemente existe uma relação possível entre stress e acne.

4-      Alimentação- nenhum estudo conseguiu demonstrar uma relação entre o que se come e o aparecimento de espinhas. Chocolates e amendoins têm sido, injustamente, considerados os vilões que produzem acne.

O que um adolescente pode fazer, antes de consultar um médico?

1-      Não lavar o rosto mais do que duas vezes ao dia. Usar um sabão suave ou um limpador facial que não seja à base de sabão.

2-      Não espremer ou futucar  os cravos e espinhas. Em geral piora a acne e pode produzir infecção com possibilidade de deixar cicatriz.

3-      Usar hidratantes. Procure produtos onde está escrito “não comedogenico” Prefira os sem perfume ou corante.

4-      Evite maquilagem ou cosméticos em base óleo. Procure produtos onde esteja assinalado “oil free”.

5-      Não se automedicar. Consulte seu médico antes de usar qualquer medicação.

6-      Não acredite em mágica ou soluções rápidas. Esta é a parte mais difícil!

4 pensamentos sobre “ACNE EM ADOLESCENTES

  1. O Victor está realmente com o rosto cheio de cravos e espinhas, as costas também, mas as coisas pioram bastante em épocas de provas no colégio.
    Aliado a isso, ele já tem barba e bigode aos 14 anos, e começou a se barbear há pouco tempo porque não gosta dos pelos. Já viu né? Espinhas e cravos com cabelos encravados, piora muito a situação.
    O dermatologista dele receitou misturar 2 latas de creme nívea(azul) com 1 tubo de diprogenta creme, e o efeito é maravilhoso, parece que acalma muito a pele dele. Não sei se isso serve a outros casos, mas para ele melhora muito.

    • Edite,
      Ao invés dos leitores do blog se interessarem pela receita que funcionou com o Victor, queria chamar a atenção para um pequeno detalhe. Esta receita foi prescrita por um dermatologista. Portanto, o melhor é procurar um dermatologista (se o caso for de acne ou doença de pele) para que este indique a melhor terapia para o problema.

  2. MINHA FILHA TEM APENAS 6 ANOS E APARECEU CRAVOS E ESPINHAS NO ROSTO E TAMBEM DENTRO DA ORELHA .ONDE DEVO LEVA LA EM UMA PEDIATRA OU DERMATOLOGISTA?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s