EMOÇÕES IMPUBLICÁVEIS.

No dia 27/11, Francisco Bosco escreveu,na sua coluna do segundo caderno do O Globo, um belíssimo texto, com o título de “Meu filho”. Neste texto, com rara coragem, descreve as emoções sentidas quando soube da gravidez do Lourenço, apenas cinco meses depois do nascimento da Iolanda. O que seriam emoções impublicáveis, estão ali publicadas, com…