PNEUMONIAS

Algumas doenças assustam os pais. Pneumonia é uma delas. Talvez porque, no passado, estivesse associada quase sempre a algo muito grave e com risco de vida elevado. A tradição oral, as histórias que são passadas de geração em geração, ajudam a manter esse temor diante de uma pneumonia. Não que não existam pneumonias graves e até letais. Existem, mas, felizmente, a mortalidade por pneumonia diminuiu com  os recursos diagnósticos disponíveis, tais como raios x, tomografia  e exames laboratoriais. Ao mesmo tempo, houve muito progresso no conhecimento da doença, das suas causas e como tratá-la. Assim, a pneumonia ainda é uma doença que exige cuidados e atenção, mas cujo desdobramento é, na maioria dos casos, a cura.

Pneumonia é um “nome guarda-chuva” para uma infeção dos pulmões.  Debaixo deste nome temos uma série de sub-divisões. As mais importantes seriam: pneumonia bacteriana, viral. As pneumonias virais, como o nome indica, são produzidas por vírus e, na sua grande maioria, não têm tratamento específico. Mesmo não tendo tratamento específico, exigem atenção e acompanhamento porque, eventualmente, as crianças com este tipo de pneumonia podem necessitar de internação hospitalar para que possam receber uma hidratação venosa (soro na veia) e oxigênio. As pneumonias bacterianas devem ser tratadas com antibióticos. Somente o seu pediatra deverá prescrever antibióticos. Não pratique a auto-medicação de antibióticos porque pode contribuir para o desenvolvimento de bactérias resistentes. Algumas crianças com pneumonia bacteriana também poderão necessitar de internação hospitalar.

O diagnóstico de uma pneumonia é, essencialmente clínico. Diante de uma criança com história de febre, tosse, prostração, cansaço, o pediatra certamente vai pensar, dentre diversos diagnósticos, em pneumonia. Ao examinar a criança, a ausculta pulmonar poderá revelar alguns sons que são mais característicos em quadros de pneumonia. Um raios-x de tórax e um hemograma podem fazer parte dos exames complementares, não sendo obrigatórios. Muitas vezes, a história e o exame clínico são suficientes para que o pediatra chegue ao diagnóstico.

No inverno, as doenças respiratórias tendem a aumentar. Isso porque, com o frio, as pessoas ficam mais em ambientes fechados, onde a circulação de virus e bactérias tende a ser maior. A prevenção de doenças respiratórias se faz através do arejamento periódico dos ambientes , abrindo as janelas e permitindo que ar fresco circule. Outra importantíssima forma de se prevenir algumas infecções respiratórias é através da vacinação rotineira. A vacina contra o pneumococo, um dos principais agentes da pneumonia, é uma excelente forma de contribuir para a prevenção de pneumonias. Do mesmo modo, a vacina contra a gripe, uma doença viral, ao proteger contra a Influenza, diminui os casos de pneumonia por este virus.

Uma das preocupações dos pais é se um resfriado pode se transformar em pneumonia. Apesar de pouco usual, a resposta é sim. Um resfriado comum é uma doença viral. Se este vírus produzir uma infecção pulmonar, teremos uma pneumonia. Uma outra possibilidade é a de que uma infecção viral facilite ou favoreça o aparecimento de uma infecção bacteriana. Apesar da resposta ser sim, gostaria que se focassem no fato de que é pouco usual que um resfriado comum se transforme em uma pneumonia.

É muito difícil em um blog como este, aprofundar o assunto, que tem nuances e particularidades. Meu objetivo foi, como sempre é, de informar os pais, buscando tirar do nome pneumonia um componente de terror, sem, no entanto, banalizar a doença.

Seu pediatra é a pessoa mais indicada para lhe responder às perguntas e dúvidas que tiver. Converse francamente com ele ou ela a respeito, incluindo seus temores. Sem falar deles, não desaparecerão. Pelo contrário, tendem a aumentar. Se eu puder ajudar de alguma forma, enviem seus comentários e dúvidas que tentarei responder.

28 pensamentos sobre “PNEUMONIAS

  1. Olá Dr. Roberto fiquei muito feliz em encontrar seu face gostaria que o senhor me tirasse uma dúvida; meu bebê estava com um mês quando a pediatra dele diagnosticou pneumonia, mas ele só estava com um dia de febre e não apresentava tosse ela pediu um raio x e um hemograma sendo que ele estava com 38º de febre e me disseram que com essa febre o hemograma daria alterado e o raio x saiu sem o laudo; ele ficou internado durante dois dias depois ela deu alta e passou a seguinte medicação para ele ir tomar lá no hospital: pen-procaína 400.000_______4FA diluir uma ampola em 2,0 ml água destilada e aplicar 1,2ml IM 24/24h por 5 dias e gentamicina aplicar 0,6ml IM 24/24h por 5 dias com dúvidas fui para outra pediatra que me pediu outro hemograma e outro raio x esse saiu com laudo confirmando a normalidade do raio x e ela me disse que estava tudo normal com a criança que ela não necessitava desse medicamento pelo contrario se ele continuasse tomando essa medicação IM ele criaria um abscesso na coxa por conta da idade dele então o levei para casa e graças a Deus e a essa médica hoje meu filho está bem e muito saudável, gostaria muito da sua opinião como pediatra para tirar minhas dúvidas muito obrigada! Fico no aguardo da sua resposta, conto com o senhor!

    • Prezada Chiarelle,
      Sem examinar uma criança, fica muito difícil (ou irresponsável), emitir uma opinião específica. Mas, de uma forma geral, considerando que seu filho está bem, me parece que a pediatra que atualmente atende seu filho procedeu de forma correta. Uma criança com um mês de idade que tivesse uma pneumonia e esta não fosse tratada de forma adequada, certamente teria tido seu quadro agravado. Não foi o que aconteceu com o seu bebê. Por isso considero que sua pediatra fez o que considero boa medicina. Se você tem alguma dúvida, relaxe e considere seu filho completamente saudável ou discuta suas dúvidas com a sua pediatra. Ela certamente a tranquilizará.

  2. Boa tarde Dr. primeiramente parabéns pelo texto, foi muito esclarecedor. Minha filha de 4 anos vem apresentando dificuldade respiratória acompanhada de tosse desde ontem. Estou administrando inalação com soro fisiológico e 7 gotas de berotec para aliviar. Como não apresentou febre será necessário uma avaliação médica? Como não disponho de plano de saúde, não quero passar horas em um PS sem necessidade. Aguardo sua opinião, grata Patrícia.

  3. douto boa tarde quero sabe meu filho ta com tres dias que toma procaina e ele comtinua tendo febre e normal ele tem dois meses ela disse que ele ta com infexçao no pumao

    • Prezada Raquel,
      Sem examinar uma criança, eu seria irresponsável se opinasse. Por isso, o blog não substitui uma consulta. Falta o exame físico da criança. Sugiro que converse com o seu pediatra. Ele é a melhor pessoa para lhe orientar neste caso.

  4. Bom dia Dr.,
    Antes de mais obrigada pelo seu empenho e atenção! Precisamos de mais profissionais assim!
    A minha filha de 4 anos tem uma infeção nos pulmões e começou a tomar antibiótico. No entanto, não vejo melhorias e a febre continua nos 38º. Gostava de saber quanto tempo normalmente demora a notar-se a melhoria ou se me devo preocupar. Atenciosamente,
    Ana Barros

    • Prezada Ana,
      Em princípio, os efeitos de um antibiótico prescrito começam a ser percebidos com 48h de administração. Mas, isso não é uma regra, podendo demorar um pouco menos ou mais. Como o blog não substitui uma consulta, o ideal é que o seu pediatra acompanhe a evolução da sua filha e, desta forma, possa lhe orientar e tranquilizar.

  5. Bom dia e obrigada pelo seu empenho e dedicação! Foi diagnosticada à minha filha uma infeção respiratória e ela já começou a fazer antibiótico. no entanto, passados dois dias continua com febre e sem apetite e cheia de tosse. Devo-me preocupar ou é normal esta demora? O antibiótico é a amoxixilina. Atenciosamente,
    Ana Barros

    • Prezada Ana,
      Como respondi anteriormente, o prazo para se ver algum resultado, pode variar um pouco. É importante que os pais contem em horas o tempo de administração de um antibiótico. Frequentemente, ao contar em dias, consideram o dia em que começaram a dar o medicamento, como um dia. Contando em horas, fica mais preciso. Em geral, são necessárias 48 horas para se perceber o efeito, podendo variar para um pouco menos ou mais. Na duvida, procure seu pediatra para que este lhe oriente.

  6. Eu estou com uma duvida meu filho tem 5 anos e 28kg +- e lhe foi receitado Amoxicilina 250 mg/5 mL, sendo que para uso de 12,5ml de 12 em 12hrs. Se for possivel gostaria de confirmar essa dosagem, pois segundo a bula seria 5 ml de 8 em 8 hrs. Acredito estar enganado mas estou com medo que possa ser uma dosagem alta. Se for possivel resposta fico muito agradecido !

    • Prezado Fernando,
      Como o blog não substitui uma consulta, seria irresponsabilidade minha comentar a prescrição de outro médico. Posso lhe dizer, sem estar falando do seu filho, que a dose de Amoxicilina para uma criança com 28kg pode variar entre 1.120 mg e 1500 a 2000 mg. A dose que seu filho está tomando é de 1.250mg, perfeitamente dentro da faixa preconizada. Quanto ao intervalo, a Amoxicilina pode ser administrada de 8/8hs como de 12/12hs.

  7. Dr Bom dia, gostaria de uma informação faz 3 dias que meu filho começou a tomar Antibiótico e o pediatra falou que pode ter febre ate 5 dias isso é normal??? gostaria de uma ajuda. desde já agradeço a sua atenção.

    • Prezado Marcos,
      Como o blog não substitui uma consulta, seria irresponsabilidade minha opinar sobre seu filho. Em geral, as infecções bacterianas tratadas com antibiótico, em regime ambulatorial (em casa), apresentam redução da febre em 48 a 72 horas. Quando a febre se prolonga, o médico deve se perguntar se o antibiótico está correto ou ainda se a infecção não é bacteriana e sim viral. No caso de uma infecção viral, muito comum em crianças, a febre pode durar até 7 dias e se algum antibiótico foi prescrito, não fará efeito algum porque não age sobre os vírus.

  8. Olá Dr.
    Como se faz o diagnóstico diferencial entre uma pneumonia bacteriana e viral? Existe alguma peculiaridade nos sintomas de ambas? E como o médico sabe se é necessário o antibiótico?
    Obrigada

  9. minha bebê de 11 meses está com pneumonia,pesa cerca de oito kilos,a pediatra receitou cefalecina 250 mg,3,4 ml de 6 em 6 horas,não é muito antibiótico pra uma bebê tão novinha?

    • Prezada Claudia,
      A dose de Cefalexina depende do quadro clínico. A que você me citou está dentro das doses habituais que podem ser empregadas. Mas, como o blog não substitui uma consulta, se você está em dúvida, procure o pediatra e esclareça com ele.

  10. Dr Roberto estou com uma dúvida, o pediatra receitou uma dose da amoxicilina 250 mg/5ml para o meu filho de 4 anos e 14,5kg, a dose é de 11,5 de 12/12hs.
    Me parece uma dosagem um pouco alta não acha?
    Obrigado!

    • Prezado Rodrigo,
      Como o blog não substitui uma consulta, sugiro que procure seu pediatra para que este lhe explique a dose prescrita.Espero que compreenda esta limitação da internet. De modo geral, a dose recomendada de Amoxicilina é de 50mg/kg/ dia, dividida em 3 tomadas (8/8h) ou 2 tomadas (12/12h). Dependendo do caso esta dose pode ser maior. Por esse motivo, somente quem a prescreveu poderá lhe orientar.

  11. Dr. Roberto, boa noite! A priori, parabéns pelo texto, muito esclarecedor.
    Bom, minha filha tem 1 ano e há um mês e meio venho passando por grandes problemas com a saúde dela.
    Ela começou com um resfriado, no quinto dia apresentou febre uma única vez, permanecendo ativa e se alimentando, dois dias depois levei na pediatra e ela receitou Clavulin 10 dias. Minha filha tomou e no meio do tratamento melhorou da tosse. Porém, meu esposo também estava muito gripado e não se cuidando piorou. Destarte, no último dia da medicação, minha filha apresentou como se estivesse gripando novamente, coriza e espirros, depois de dois dias febre persistente e que só diminuía mas não passava. Fui a outra médica, está passou o Rx de diagnosticou como pneumonia, entrando com Claricid, porém durante as 72h seguintes o quadro clínico de minha filha só piorava, eu ia todos dos dias ao hospital e me respondiam que teria que aguardar esse período…quando completará as 72 horas, retornei e só então que a mesma médica percebeu a nítida piora de minha filha (genética, moleza, apatia, secreção ocular e pele amarelada), fazendo exame de sangue constava melhora na infecção, porém o Rx demostrou aumento da pneumonia. Fique desesperada e fui para hospital na capital, ficando com minha filha por 10 dias internada fazendo uso de mais 3 tipos de medicamentos e fisioterapia. No transcorrer ela melhorou clinicamente, ao realizar Rx verificou uma atelectasia e posteriormente apenas uma cicatriz, explicando a médica que não teria risco. Recebendo alta, no mesmo dia em casa, minha filha apresenta febre de 37,9, após 12 h novamente, e se repetiu maisumavitoria vez a febre, entrei em contato com a médica e disse que vírus, observar e aguardar. No dia seguinte minha filha começou espirrar e tosse novamente, agora está produtiva, eu também gripei e com tosse sem parar e meu marido voltou a tossir também. Estou desesperada e com medo de ser nova peneumonia. Já levei minha filha a uma infectologista, sendo passado uma exames de sangue que deu para vírus, e passou outros para bactéria clamídia r outra atípica, ainda não tenho resultado. Dr. Não sei o que fazer, sou uma mãe de extremo cuidado, até criticada pelo excesso de zelo, minha filha só anda agasalhada e com meia, não entendo como isso foi acontecer e ainda para piorar continuar esse tormento. Não deixo meu marido chegar perto dela e eu só de máscara o tempo todo. Dr. me da uma luz é uma orientação, pois estou perfeita. Já levei em grandes médicos, eles agem com naturalidade, mas eu me desespero… Obrigada!

    • Prezada Monalisa,
      Seu relato me faz pensar que qualquer coisa que eu diga, pelo blog, seria irresponsabilidade minha. Afinal de contas, opinar sobre uma criança que não conheço, nem examinei, seria, uma contrassenso médico! O que eu posso sugerir, se é que ainda não fez, é eleger um pediatra de confiança para ser a pessoa que vai coordenar o cuidado com a sua filha. Pelo seu relato, consultou vários médicos, mas, senti falta daquele que é o médico da sua filha, que orienta a família, interlocutando com outros especialistas. Esse figura, do médico responsável, faz uma diferença enorme. Seria minha sugestão.
      Quanto aos motivos pelos quais sua filha contraiu uma pneumonia, certamente não foi por alguma falha no cuidado que tem com ele. Doenças infecciosas ocorrem, apesar dos nossos cuidados e das vacinas que damos. Não há porque se sentir responsável ou culpada pelo que está ocorrendo.

  12. ola Dr.meu filho tem 6 meses.tem coracao invertido e sopro, quando estava perto de completar 2 meses,levei ele roxinho para o hospital. sendo que ate entao nao sabia do problema do coracao ,ai tbm foi diagnosticado pnumonia,mais ele nao tinha febre nada.sendo que ficavos internado ai ele pegou um infecao no hospital.resumindo ficamos 25 dias inyternado. nesse tempo ele deu anemia.recebeu sangue foi diagnosticado atelectasa tbm.entao fomos embora .mais ele continua com rx sempre dando manchado.se marquei uma consulta com pneneumo.ele disse que se fosse atelequitasia ja averia de ter saido.to com medo doutor.tem chance de ser um C.A?O RX SEMPRE VAI DAR ASSIM. PODE SER POR TER O CORACAO INVERTIDO E FAZER SOMBRA E POR TER TIDO PNEUMO?

    • Prezada Ana Paula,
      Conselho Federal de Medicina proíbe consultas pela internet. Opinar sobre o seu filho sem te-lo examinado, ou visto o RX, seria irresponsabilidade minha.Por esse motivo o blog não substitui uma consulta. Sugiro que converse com o seu pediatra ou pneumo para que lhe esclareçam quanto às suas dúvidas. Ou ainda um radiologista experimentado poderia lhe dar um laudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s