Arquivos

VACINA CONTRA O HPV

microfoneOntem, no programa do Roberto Canazio, na Rádio Globo, falamos sobre a vacina contra o HPV. O Papiloma Virus Humano (HPV) está implicado no câncer de colo de útero. Como é um virus muito difundido pela população que tem vida sexual ativa, a estratégia correta é vacinar as meninas antes que estas iniciem sua vida sexual. A partir de 2014 esta vacinas vai estar disponível, para as meninas, nos postos de saúde. Clique no link abaixo e ouça o que foi dito no programa de ontem.

Rádio Globo – 7

EPISTAXE OU SANGRAMENTO NASAL

Médicos gostam de nomes complicados. Parece dar uma certa importância a coisas simples. É o caso de epistaxe, um nome pomposo para um kiesselbachsimples sangramento pelo nariz. Apesar de ser algo simples, costuma assustar os pais, porque a impressão que estes têm é de que o filho sangrou muito. O sangue, como qualquer líquido, se difunde por tecidos que não sejam impermeáveis. É o que acontece com a fronha, habitualmente feita de tecido absorvente. Um pouco de sangue faz uma mancha enorme, assustando a qualquer um que a veja. Mas, na grande maioria das vezes, o sangramento nasal é de pequena quantidade, sem maiores consequências para a criança.

A epistaxe é algo relativamente frequente em crianças. Em torno de 30% das crianças entre 2 e 5 anos e 56% entre 6 a 10 anos, apresentam, ao menos, um episódio de sangramento nasal. Abaixo de 2 anos a epistaxe é rara.

O nariz é uma estrutura muito vascularizada (com muitas artérias e veias), além de ter uma área de superfície relativamente grande. Isso permite que o nariz cumpra algumas de suas funções: filtrar, umidificar e aquecer o ar inspirado.  Uma das áreas mais vascularizada se chama plexo de Kiesselbach, localizado no septo nasal anterior (veja a ilustração). A grande maioria dos sangramentos nasais em crianças acontece a partir dessa área.

As principais causas de epistaxe são:

- ressecamento da mucosa- o que ocorre com o tempo mais frio e seco (umidade relativa do ar mais baixa)

- trauma, sendo o líder no ranking das causas traumáticas, a “futucação” do nariz, com o dedo.

- rinite pode favorecer o aparecimento de um sangramento tanto pela alteração da mucosa como pelo uso (de forma incorreta) de medicação nasal em spray

- infecções como resfriados podem contribuir para um um sangramento, pelo processo inflamatório, pelos espirros, por uma certa  fragilidade da mucosa do nariz.

Se  o seu filho apresentar uma epistaxe, existem três coisas importantes que você deve fazer:

1-MANTER A CALMA. Mesmo que pareça muito sangue, não é o suficiente para causar problemas para seu filho. Lembre-se que o sangue, na fronha, se “espalha”, dando a sensação de um sangramento muito maior do que, de fato, é. Respire fundo e mantenha a calma. Lembre-se que seu filho ou filha ficarão assustados quando virem o sangue e a sua calma também é importante para eles.

2- NÃO COLOQUE A CABEÇA PARA TRÁS.  Essa pode ser nossa primeira reação, mas essa posição (com a cabeça para trás), pode fazer com que a criança engasgue ou aspire o sangue. Deixe a cabeça reta ou, incline o tronco do seu filho discretamente para a frente.

3- COMPRIMA A PONTA DO NARIZ,  com os dedos funcionando como se fosse um pinça. Mantenha a compressão pelo menos por 5 minutos antes de soltar para verificar se o sangramento parou. 5 minutos é uma eternidade! Marque no relógio para evitar de aliviar a compressão antes do tempo e descobrir que ainda está sangrando. Se quiser manter a compressão por mais de 5 minutos, melhor. Se, ao aliviar a compressão, constatar que ainda está sangrando, repita a operação, calmamente. Epistaxis_control

Veja na foto o menino da direita fazendo a pinça com os dedos, de forma correta e o da esquerda, de forma incorreta. Como, neste caso, as fotos explicam melhor do que qualquer texto que possa produzir, coloquei mais duas fotos sobre como fazer a compressão. epistaxis

Resumindo:

- sangramentos pelo nariz são frequentes e beningnos. Não devem ser motivo de preocupação.

- calma

- não colocar a cabeça da criança para trás. Mantê-la reta ou inclinar o tronco um pouco para a frente.

- comprimir com os dedos funcionando como um pinça por, pelo menos, 5 minutos (contados no relógio!).

Qualquer dúvida ou comentário, por favor compartilhem, sabendo que são sempre bem-vindos.